+55 (67) 99166-3592
domingo, 19 de agosto de 2018

Operação Oiketicus prende dois policiais militares em Corumbá que estavam participando do curso de Cabo

17 MAI 2018Por: Leonardo Cabral11h31
Cerca 125 policiais militares e 9 Promotores de Justiça participaram da operaçãoCerca 125 policiais militares e 9 Promotores de Justiça participaram da operação / Foto: Divulgação

Dois policiais militares que estavam em Corumbá, participando do curso de Cabo, realizado por meio do 6° Batalhão da Polícia Militar, foram detidos durante a operação Oiketicus, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (GAECO), por meio do Ministério Público de Mato Grosso do Sul e a Corregedoria da Polícia Militar, na quarta-feira (16).

Ao todo foram cumpridos 20 mandados de prisão preventiva, 01 mandado de prisão temporária e 45 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar em todo Mato Grosso do Sul.

Os policiais militares que estavam em Corumbá, teriam sido escoltados para Campo Grande, onde serão ouvidos. Eles estão incorporados no 11° BPM, sediado em Jardim, e não pertencem ao efetivo do 6° BPM desta cidade, conforme apurou o Corumbá Agora.

Apreensões

Participam da operação cerca 125 policiais militares e 09 Promotores de Justiça. Os mandados tiveram como alvo as residências e locais de trabalhos de todos os investigados, distribuídos nos municípios de Campo Grande, Dourados, Jardim, Bela Vista, Bonito, Naviraí, Maracajú, Três Lagoas, Brasilândia, Mundo Novo, Nova Andradina, Boqueirão, Japorã, Guia Lopes, Ponta Porã, Corumbá.

As investigações correm no âmbito do GAECO e visam o desbaratamento de organização criminosa composta por Policiais Militares que atuam, primordialmente, na facilitação do contrabando de cigarros.

Dentre os policiais militares presos estão praças e oficiais. Após a realização dos procedimentos de praxe e eventuais lavraturas de autos de prisão em flagrante pela Corregedoria da Polícia Militar, serão encaminhados ao presídio militar de Campo Grande.

Todos os mandados de busca foram cumpridos, porém resta em aberto 01 mandado de prisão preventiva.

Oiketicus

Operação batizada por Oiketicus, faz alusão as lagartas desta espécie que constroem uma estrutura com seda e fragmentos vegetais, com o formato semelhante a um “cigarro” alongado, e serve para a sua proteção. O “cigarro” vai sendo ampliado com o crescimento do inseto. (Com informações assessoria de imprensa do MP-MS). 

 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2