+55 (67) 99166-3592
sábado, 15 de dezembro de 2018
cassems

Mulher é presa em Ladário durante operação 'Paiol'

12 JUN 2018Por: Leonardo Cabral11h17
Operação cumpre mandados de prisão em MSOperação cumpre mandados de prisão em MS / Foto: Divulgação

Uma mulher foi presa nesta terça-feira, 12 de junho, em Ladário, durante a operação Paiol, deflagrada pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul por meio do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) na manhã de hoje. A operação também ocorre em conjunto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e o Batalhão de Polícia de Choque da Polícia Militar do Estado.

A mulher não teve o nome revelado até o momento. Apenas se sabe que ela foi presa com drogas na Pérola do Pantanal, foi o que apurou o Corumbá Agora. A operação Paiol, tem por objetivo o cumprimento de 27 mandados de prisão preventiva e 12 mandados de busca e apreensão, para combater a prática dos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas, roubo, tráfico de armas e lavagem de dinheiro, praticados por membros da organização criminosa denominada Primeiro Comando da Capital.

Os mandados estão sendo cumpridos nas cidades de Campo Grande, Corumbá e Ladário, Nova Andradina e Águas Lindas de Goiás, situada no Estado de Goiás.

A operação

As investigações tiveram início em junho de 2017 e o foco era identificar pessoas integrantes da facção criminosa do Primeiro Comando da Capital, atuantes no Estado de Mato Grosso do Sul, cujas atividades eram voltadas a cuidar do setor responsável pela aquisição, guarda, comercialização e empréstimo de armas de fogo, utilizadas pelos faccionados para o cometimento dos mais diversos crimes.

O nome da operação - "Paiol"- refere-se justamente à nomenclatura utilizada pela organização para referir-se ao local/setor onde são armazenados os armamentos do grupo.

Durante o transcorrer das investigações, além das prisões, outras sete pessoas foram presas em flagrante delito por tráfico e porte de arma de fogo de uso proibido.

A Operação Paiol está em andamento e já foram apreendidos 800gr de skank, 343 munições e 5 armas de fogo, dentre elas uma submetralhadora, marca HUGGER - cal. 9mm e um FUZIL SL 15, marca Spike Táctica. (Com informações do GAECO e MPE).

 

Comentários
Veja Também