+55 (67) 99166-3592
terça, 13 de novembro de 2018

Ladrão rouba celulares, é perseguido e acaba preso após levar tiro nas nádegas

08 NOV 2018Por: Leonardo Cabral09h06
Acusado foi levado para o Pronto-Socorro, onde segue custodiadoAcusado foi levado para o Pronto-Socorro, onde segue custodiado / Foto: Corumbá Agora

Rapaz identificado como M.C.S., de 21 anos, foi preso após ser baleado nas nádegas. Ele é causado de ter roubado dois aparelhos celulares de duas mulheres, por volta das 17h30, desta quarta-feira, 07 de novembro, na rua Gonçalves Dias, bairro Popular Velha.

O acusado, que estava armado, teria roubado os telefones das vítimas e saiu em fuga em uma bicicleta. Porém, um motociclista percebeu a ação e o perseguiu. Durante o trajeto, conforme informações policiais, um militar naval, também percebeu a ação e perguntou ao motociclista o que estava acontecendo, sendo repassado o fato a ele.

Neste momento, juntos, eles deram sequência a perseguição, no entanto, o ladrão ao perceber que estava sendo seguido, apontou a arma que portava em direção aos mesmos e realizou um disparo. Como também estava armado, o militar revidou o tiro contra o ladrão que acabou sendo ferido na região das nádegas do lado esquerdo e seguiu para dentro de uma mata localizada na linha férrea.

Policiais da Força Tática foram acionados, e, ao chegarem no local indicado, realizaram buscas pela localidade e acabaram encontrando o rapaz em uma área alagada, deitado no chão, ferido após ser alvejado pelo disparo de arma de fogo.

Indagado, o detido confessou o crime e revelou ter jogado a arma de fogo na mata. Os militares fizeram buscas pela mata, mas o revólver não foi encontrado. Os celulares estavam com o acusado.

Diante dos fatos, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e realizou o transporte da vítima até o Pronto-Socorro, para atendimento médico, onde segue custodiado por uma equipe da Polícia Militar. Às vítimas reconheceram o ladrão como autor do assalto e foram orientadas a comparecer no Distrito Policial para registrar o caso, juntamente com as testemunhas.      

Comentários
Veja Também
Divulgue 2