+55 (67) 99166-3592
segunda, 24 de setembro de 2018
Governo

“Choque de Ordem” cumpre mandados de prisão e estoura “boca de fumo”

12 SET 2018Por: Leonardo Cabral17h10
Na boca de fumo policiais apreenderam drogas e responsáveis pelo localNa "boca de fumo" policiais apreenderam drogas e responsáveis pelo local / Foto: Divulgação

Policiais civis de Ladário e do SIG (Setor Geral de Investigação) da Delegacia Regional de Corumbá deflagraram nesta quarta-feira, 12 de setembro, a operação "Choque de Ordem". Mandados de internação provisória, prisão, busca e apreensão foram cumpridos nas duas cidades pantaneiras.

Conforme as informações, em Ladário, um adolescente infrator, que não teve a idade revelada, foi apreendido por suspeita de envolvimento em inúmeros roubos na área central da Pérola do Pantanal. Após os procedimentos policiais, ele foi levado para a Unei (Unidade Educacional de Internação).

Ainda em Ladário, Durante rondas pela região central, os policiais civis abordaram O.S.A (24), o qual possuía em seu desfavor o mandado de prisão em aberto, sendo ele encaminhando, para o destino competente.

Corumbá

Já em Corumbá, em continuidade com a operação, os policiais procederam monitoramento em uma casa na rua Quinze de Novembro, bairro Popular Velha, local em que existem várias denúncias dando conta de ser ponto de comercialização de drogas e que o responsável pela boca de fumo, atendia pelo nome de Wesley Machuga, de 21 anos.

Após constatar intenso movimento de usuários no local, a equipe realizou a entrada tática no local e flagrou Wesley arremessando algo pela janela. Foi verificado que que o acusado teria jogado uma porção maior de substância análoga à cocaína e três porções menores. No local também foram localizados R$250,00, duas peneiras e uma tesoura. Machuga admitiu a traficância, e foi conduzido juntamente com os entorpecentes e demais objetos, sem lesões corporais, para as providências cabíveis junto ao SIG/DRP.

Logo em seguida, policiais do SIG procederam o cumprimento do mandado de busca e apreensão em nome de Jéssica Francielly Mendonza Ferreira, de 27 anos. Porém, ao chegar no local, a mulher não estava, sendo encontrado apenas um primo da mesma. No entanto, buscas pela residência foram feitas, momento o qual foi encontrado dentro da geladeira, uma porção de aproximadamente 450 gramas de maconha.

Já a Jéssica, estaria em uma casa lotérica, próximo a sua casa, quando então, ao retornar foi dada voz de prisão contra ela. Novamente os investigadores realizaram buscas pela casa, encontrando dentro do guarda-roupas um revólver calibre 38 municiado com 5 munições intactas do mesmo calibre.

Ainda, no armário da cozinha, uma balança de precisão, um pacote contendo aproximadamente 125g  de substância análoga à cocaína e uma caixa de munições contendo 20 munições intactas do calibre 9mm, bem como 3 rolos de papel filme, um rolo de plástico, agenda com a contabilidade com valores altos provenientes da mercancia de drogas, também foram encontrados.

No local ainda ficou constatado a presença de grande número de eletrodomésticos sem origem licita comprovada, como aparelhos de TV e videogame.

Os policiais também apreenderam a motocicleta do casal, uma HONDA CB 300, placa NRG-3466. Chama a atenção a presença de eletrodomésticos modernos, de alto valor de mercado, não condizente com a ocupação declarada pelo casal, apontou os investigadores na hora da ocorrência.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Blonkowski, as ações devem continuar nas duas cidades.

“A operação terá mais desdobramentos, mais mandados serão cumpridos. Essa será a tônica de ações da Polícias Civil, repressão firme e constante à criminalidade”, afirmou o delegado.

Diante dos fatos, Jéssica recebeu voz de prisão e foi conduzida até o SIG/DRP juntamente com os entorpecentes e demais objetos apreendidos para as providencias cabíveis.

 

 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2