+55 (67) 98417-2849
sexta, 22 de junho de 2018
São Joao

Casal acusado de matar e ocultar corpos no Loteamento Pantanal, é ouvido pela polícia

26 FEV 2018Por: Daniela Ramos16h50
Casal foi preso no dia 18 de dezembro de 2017 na cidade de Chapadão do Sul.Casal foi preso no dia 18 de dezembro de 2017 na cidade de Chapadão do Sul. / Divulgação

Foram ouvidos nos dias 22 e 23 de fevereiro, o casal Rita de Kássia Ledesma de 23 anos e Diego Antônio da Silva de 25 anos acusados de matar e esconder os corpos de Marilene Ledesma Ferreira de 53 anos e Paulo Mariano Pinto de 58 anos, mãe e padrasto de Rita.

Após o crime que aconteceu no dia 24 de novembro de 2017 o casal teria vendido todos os pertences das vitimas e fugiram a cidade de Chapadão do Sul, onde foram reconhecidos por um corumbaense que trabalha na cidade e presos pelo Polícia Civil.

“No depoimento um acusou o outro sobre quem teria cometido o crime, mas confirmaram que a morte teria sido por conta do dinheiro. Agora eles irão responder por homicídio e ocultação de cadáver,” disse ao Corumbá Agora o Delegado Pablo Gabriel Farias.

O casal chegou a Corumbá no inicio deste ano onde seguiram presos até serem ouvidos. O corpo das vítimas chegou a serem enterrados em um dos cômodos da casa, que também seria vendida.

“Tudo leva para o motivo financeiro, ma vez que eles pretendiam vender também a casa aonde o casal foi encontrado,” falou o telegado.

Rita e Diego seguem detidos nos presídios de Corumbá a disposição da justiça, até serem julgados.

O Crime

Os corpos do casal Paulo Pinto e Marilene Freitas foram encontrados enterrados na cozinha da casa onde viviam, no Loteamento Pantanal. Eles estavam desaparecidos há 15 dias, e os acusados ainda ficaram no local com os corpos por cerca de 1 semana.

O casal fugiu, após terem vendidos os objetos da casa. Com eles estava uma criança filha deles.

Comentários
Veja Também