+55 (67) 99166-3592
domingo, 19 de agosto de 2018

Após monitoramento, SIG fecha a "Boca do Elias” no Nossa Senhora de Fátima

16 MAI 2018Por: Leonardo Cabral09h36
Local já vinha sendo monitorado pela equipe do SIGLocal já vinha sendo monitorado pela equipe do SIG / Foto: Divulgação SIG

Elias Ribasa de Barros Soares, de 41 anos, e Miguel Gonçalves foram presos pela equipe do SIG (Setor de Investigações Gerais) da Delegacia Regional de Polícia Civil de Corumbá, por tráfico de drogas. Eles são responsáveis em comandar a “Boca de fumo do Elias”, localizada no bairro Nossa Senhora de Fátima, parte alta de Corumbá.

A apreensão só foi possível, após monitoramento da equipe do SIG, quando então, um policial permaneceu em um bar, localizado na frente da residência, apontada como ponto de venda de entorpecente na região, enquanto a equipe estava em um veículo também fazendo o monitoramento. Ao verificar intensa movimentação de usuários na casa, foi percebido que um homem, o Miguel, era o responsável em repassar o “pedido” pelo portão.

Em dado momento da campana, o investigador que estava no bar visualizou um usuário que foi atendido pelo “ninja” e permaneceu esperando algo, momento em que acionou a equipe que de imediato realizou a aproximação e a entrada tática no local.

Durante a ação o usuário empreendeu fuga deixando cair dois papelotes de entorpecentes. Neste momento, a equipe visualizou Elias, correndo em direção ao banheiro, sendo perseguido e contido, porém conseguiu jogar um balde de água no entorpecente e ao mesmo tempo tentou simular que estava tomando banho. Entretanto, o autuado ainda estava trajando camiseta e bermuda. Já o suposto “ninja” também foi contido pela e policial.

No local foram encontrados uma balança de precisão, uma tesoura, um caderno para embrulho das paradinhas, R$ 320,00 em cédulas trocadas, além de ser coletado no ralo do banheiro resquícios do entorpecente dispensados por Elias.

Diante aos fatos todos os envolvidos foram conduzidos até o SIG/DRP sem lesões corporais para as devidas providências.

Local já foi alvo do SIG

O local já tinha sido alvo de ação do SIG/DRP no dia 03 de maio de 2018, quando foi dado cumprimento a mandado de busca e apreensão nº 0001729-03.2018.8.12.0008 expedido pela 1ª Vara Criminal desta Comarca.

Naquela oportunidade, nada de ilícito fora encontrado a não ser uma balança de precisão apreendida. Entretanto, durante a ação, um usuário de entorpecentes confundiu um policial civil com o dono da boca de fumo (ELIAS), aproximando-se vagarosamente de bicicleta e dizendo- “você tem branca (cocaína), aí?”.

Por causa da situação o indivíduo foi conduzido até o SIG, onde prestou declarações e confirmou a traficância exercida no local por parte do autuado ELIAS, o qual se utilizaria de outros indivíduos – geralmente usuários – para realizarem diretamente a venda de entorpecentes a seu mando.

O delegado titular do SIG/DRP, Rodrigo Blonkowski, disse que em decorrência dos inúmeros pontos de comercialização de entorpecentes fechado nos anos de 2017/2018, os traficantes tem se utilizado de outros expedientes, como a utilização de terceiros, geralmente usuários para venda de entorpecentes, a confecção das ‘paradinhas’ na hora, comercializadas para os usuários, ocorre no intuito de evitar a autuação em flagrante e facilitar o ato de dispensar tais entorpecentes, a venda de drogas no período noturno, entre outras práticas.

O SIG/DRP continua atento, averiguando as inúmeras denúncias de uso/tráfico de drogas na cidade repassadas em especial pela população corumbaense pelo aplicativo whatsapp no número (67) -9272-6380.

Comentários
Veja Também
Divulgue 2