+55 (67) 99166-3592
sábado, 18 de agosto de 2018

Parceria entre PMA e GAPA intensificará fiscalização de maus-tratos e abandono aos animais

14 ABR 2018Por: Leonardo Cabral09h38
PMA e Gapa irão trabalhar juntos no combate aos maus-tratosPMA e Gapa irão trabalhar juntos no combate aos maus-tratos / Fotos: Divulgação Gapa

Parceria firmada entre a Polícia Militar Ambiental- PMA e o Gapa (Grupo de Apoio e Proteção aos Animais de Corumbá e Ladário), vai ajudar a diminuir os casos de maus-tratos e abandonos a animais em Corumbá e Ladário. Conforme o acordo, todos os casos referentes a crimes desta natureza serão protocolados à instituição militar.

Em entrevista ao Corumbá Agora, a vice-presidente do GAPA, Simoni Panovitch, explicou que muitas denúncias referentes a maus-tratos de animais vinham ocorrendo, porém, a partir de agora, essas denúncias serão feitas diretamente com a PMA.

“A pessoa vai entrar em contato, logo em seguida a PMA vai acionar o GAPA e vamos até o local. Lá iremos averiguar os fatos, dando total apoio ao animal. Também iremos fazer um trabalho de conscientização com o responsável do animal e ver se ele consegue mudar o comportamento. Caso isso ocorra a denúncia será cancelada na PMA, mas caso não mude, quem assume o caso será a própria Polícia, com todos os respaldos da Lei”, explicou Simoni.

Parceria foi firmada nesta semana e a partir de agora PMA irá protocolar todas as denúncias de maus-tratos a animais 

Ainda conforme ela, a PMA poderá agir sozinha, quando os casos forem considerados graves, “mutilação, envenenamento, desnutrição, abandono sem reais condições de sobrevivência do animal. Nesta situação, a PMA atuará sozinha, buscando os responsáveis pelos maus-tratos. Logo em seguida o Gapa será acionado e vamos dar todo suporte como sempre fazemos, com nossos voluntários e médicos veterinários”, falou.

Para o capitão QOPM- Diego da Silva Ferreira, comandante da PMA-Corumbá, os trabalhos serão mais intensos a partir de agora. “Já realizávamos esse tipo de fiscalização, mas agora com mais esse apoio que também já existia vamos combater ainda mais esses casos de maus tratos de animais, seja doméstico ou não, em área urbana ou não”, afirmou.

Números

Em Corumbá, segundo o Gapa, os casos mais frequentes são de abandono de animais, ou seja, recorrentes em alguns casos, por conta da mudança de cidade, de casa do próprio responsável ou porque acaba viajando e esquecendo do animal trancado em casa, deixando-o sem condições de sobrevivência.

Gapa realiza atendimento a animais na região 

Só em 2017, o Gapa atendeu 59 denúncias de maus-tratos a animais em Corumbá. A parceria entre as duas instituições foi firmada na última terça-feira, 10 de abril, na sede da PMA.

É crime

Os maus-tratos a animais são considerados crimes, previstos na legislação ambiental, os maus tratos a animais são considerados crimes, O artigo 32, da Lei 9605/98, traz:  "Praticar ato de abuso, maus tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos", podem levar o agressor a detenção de três meses a um ano mais multa.

 

 

 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2