+55 (67) 98417-2849
domingo, 15 de julho de 2018
SET Fev

General detalha atuação da Brigada e implantação do SISFRON na região

12 JUL 2018Por: Assessoria Câmara11h19
Este foi o primeiro encontro do novo comandante com integrantes do Poder Legislativo corumbaenseEste foi o primeiro encontro do novo comandante com integrantes do Poder Legislativo corumbaense / Foto: Divulgação Assessoria

Em encontro com vereadores de Corumbá, o General-de-Brigada Ricardo Piai Carmona, comandante da 18ª Brigada de Infantaria de Fronteira, detalhou a atuação da instituição militar na região pantaneira, com destaque para o trabalho de implantação do SISFRON (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) que vai permitir ampliar as ações integradas com os órgãos públicos de segurança no combate aos delitos transfronteiriços.

O encontro aconteceu na quarta-feira, 11, e contou com as presenças dos vereadores Evander Vendramini (presidente do Poder Legislativo corumbaense), Manoel Rodrigues (secretário), Roberto Façanha, André da Farmácia e Cristóvão Contador.

Foi o primeiro contado do novo comandante da 18ª Brigada de Fronteira com representantes do Poder Legislativo. Na oportunidade, o general Carmona fez um relato da atuação da instituição militar, cuja missão é assegurar a defesa da Pátria, atuando como Força de Emprego Geral do Comando Militar do Oeste (CMO), por intermédio principalmente das estratégias da presença e da dissuasão na fronteira oeste do Brasil, realizando operações convencionais e operações na fronteira.

No Mato Grosso do Sul a 18ª Brigada está presente nas cidades de Corumbá, com o 17º Batalhão de Fronteira, Pelotões de Porto Índio e Forte Coimbra, além da Base de Apoio no Porto Morrinho; em Coxim com o 47 Batalhão de Fronteira, e em Porto Murtinho com o 2º Batalhão de Fronteira, Pelotão de Barranco Branco e Destacamento de Ingazeira.

Um dos assuntos que mais chamou a atenção no encontro foi com relação à segunda fase da implantação do SISFRON na área da 18ª Brigada, que tem por finalidade fortalecer a presença do Estado na faixa de fronteira, como parte de uma estratégia por meio do monitoramento/controle, mobilidade e presença.

O general argumentou que a 18ª Grigada de Infantaria de Fronteira está capacitada para cumprir sua missão constitucional de defesa da Pátria na fronteira oeste do país, e em condições de colaborar no combate aos crimes transfronteiriços em apoio e coordenação com os órgãos de segurança pública e fiscalização, permitindo que toda fronteira do Mato Grosso do Sul com a Bolívia e Paraguai, esteja plenamente monitorada.

Argumentou, no entanto, que será necessário ampliar a estrutura da Brigada, com a construção de um prédio específico para sediar o SISFRON. Uma área no Bairro Guató, ao lado do anel, doada anos atrás pelo Município, está descartada, devido a um processo na justiça.

Outras áreas estão sendo estudadas, como uma existente no Bairro Padre Ernesto Sassida, entre a ferrovia e o conjunto habitacional. A Câmara já se colocou à disposição do comando da Brigada, em intermediar o caso, inclusive junto ao Poder Executivo. “O eu for preciso, a Câmara apoiará a Brigada na definição dessa nova área, para que tenhamos o SISFRON operando em nossa região, garantindo a defesa da nossa fronteira”, explicou Evander, acompanhado dos demais vereadores presentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2