+55 (67) 99166-3592
segunda, 17 de dezembro de 2018

Em Corumbá, detentas recebem capacitação em trabalhos manuais e ações de combate à violência

12 JUN 2018Por: Assessoria Agepen09h40
Ao todo, 15 internas aprenderam técnicas do bordado em ponto cruz.Ao todo, 15 internas aprenderam técnicas do bordado em ponto cruz. / Foto: Divulgação

Como parte das ações de assistência realizadas nas unidades penais do estado pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), detentas do Estabelecimento Penal Feminino “Carlos Alberto Jonas Giordano” (EPFCAJG), em Corumbá,  participaram, recentemente, de capacitação na área de trabalhos manuais e de palestra informativa sobre “Violência Contra Mulher”.

Com carga horária total de 32 horas, o curso de “Bordados em Ponto Cruz” teve a participação de 15 reeducandas. A qualificação foi ministrada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), através de  parceria entre a Agepen, Sindicato Rural e a Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio de sua Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Sustentável.

Com objetivo de esclarecer dúvidas e erradicar a violência contra a mulher, as internas participaram de uma roda de conversa sobre o tema. A ação aconteceu no final do último mês e integrou uma parceria com a Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos de Corumbá. A palestra foi ministrada pela coordenadora de Políticas Públicas para a Mulher, Wânia Alecrim.

Durante a apresentação, foram distribuídos às reeducandas participantes panfletos explicativos sobre os tipos de violência familiar contra a mulher e a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006).

Para a diretora da unidade penal (em exercício), agente Elizandra Assis da Silva, proporcionar atividades de cunho social e profissional contribuem na mudança de valores e de comportamentos das internas, tanto dentro quanto fora do estabelecimento penal.

Valorização

Além de atividades com as detentas, o presídio feminino de Corumbá também realiza ações que visam valorizar o trabalho dos agentes penitenciários que atuam na unidade. No final de maio, em alusão ao Dia das Mães, foi servido um café da manhã especial para as servidoras.

O momento de confraternização foi oferecido pela Igreja Universal do Reino de Deus, por meio da direção do presídio e intermediado pela assistente social da unidade penal, Gisele Nazareth Nunes. A comemoração também contou com a presença da missionária Cleonice Jesus da Costa e do pastor Sebastião Cardoso.

Comentários
Veja Também