+55 (67) 99166-3592
segunda, 24 de setembro de 2018
Governo
Carnaval 2018

'Cantando superação", Imperatriz Corumbaense prestou sua homenagem a Durvalino

13 FEV 2018Por: Cristiano Arruda01h20
Impreratriz prestou sua homenagem a DurvalinoImpreratriz prestou sua homenagem a Durvalino / Foto: Cristiano Arruda/Corumbá Agora

A penúltima escola a desfilar, já na madrugada de terça-feira (13), foi a Imperatriz Corumbaense, que trouxe para a avenida a história de superação de um homem e artista do povo. Durvalino, a garganta de ouro do Pantanal, nunca foi uma pessoa de grandes posses e sua maior riqueza é sua simplicidade e seu indiscutível talento.

Durvalino foi homenageado pela Imperatriz Corumbaense./Foto: Cristiano Arruda/Corumbá Agora

Para quem não conhece Durvalino, o mesmo é corumbaense e quando criança teve paralisia infantil e nenhum médico acreditou que ele chagaria tão longe. Ele é funcionário público e trabalha há 35 anos como inspetor de uma escola. 

“Surge o “Garganta de Ouro”, embalando as multidões, surge o “Garganta de Ouro”, conquistando nossos corações...”

Zé gotinha veio na comissão de frente, para alertar a importância da vacina para combater a doença./Foto: Cristiano Arruda/Corumbá Agora

 

 

 

A comissão de frente representou o momento mais delicado da vida de Durvalino, que foi quando o mesmo fora acometido pela Paralisia Infantil, nela, os anjos mostram a interseção de Deus no menino através dos anjos, além de trazer uma figura muito importante para combater a doença, o conhecido Zé gotinha.  

O casal de Mestre-sala e porta bandeira Deyse e Valdevino, representou um misto de sofrimento e alegria, noites e dias foram passando com a lenta recuperação do menino Durvalino. 

À frente da bateria veio a rainha Cecilia Santana, que trouxe a bateria carregada de energia e que representou o amor a musica sertaneja, sendo assim, os integrantes vieram todos à caráter, vestidos de cantores sertanejos.

 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2