+55 (67) 98417-2849
domingo, 15 de julho de 2018
SET Fev
Carnaval 2018

A Mocidade da Nova Corumbá trouxe para a avenida a história do povo cigano

12 FEV 2018Por: Cristiano Arruda00h25
Mocidade foi a segunda escola a entrar na avenidaMocidade foi a segunda escola a entrar na avenida / Foto: Cristiano Arruda/Corumbá Agora

Trazendo os ciganos no enredo, a Mocidade de Corumbá é a segunda escola a passar pela Passarela do Samba, na Avenida General Rondon, na noite deste domingo (11).

“Lendo as mãos, o misticismo que ao mundo encantou, Lendo as cartas, o destino tricolor se revelou, dançando com fitas e véus, entidades de fé carregados de axé, feitiço da noite, pairando no ar, a sedução da cigana vai te levar...”

A escola trouxe muito brilho, nas suas alegorias, principalmente o amarelo, que simboliza o ouro, objeto muito cobiçado pelo povo cigano.

O casal de Mestre-sala e porta bandeira Edélton Mendes e Valessa, representaram a lenda de Santa Sara, a mesma conta que ela era acompanhada por pessoas contemporâneas e que certa vez saíram em uma barca à deriva em busca de salvação. O casal usou e abusou dos tons de azul e rosa para compor os trajes.

A madrinha da bateria Carol Castelo, mostrou que tem gingado e nem parte do adereço de sua fantasia que caiu no inicio do desfile a impediu de continuar a frente da bateria, que estava vibrante. 

Comentários
Veja Também
Divulgue 2